Sem categoria

3 dicas para escolher um tema-problema

Quando se pretende pesquisar no Direito, é comum buscar assuntos que envolvem temáticas em relação às quais se tem afinidade. Isso não está errado, mas também não é suficiente para o desenvolvimento de um bom trabalho de investigação científica.
Então, é importante atentar para algumas técnicas que permitirão uma seleção mais produtiva do tema-problema.
O trabalho de pesquisa é algo próprio da Ciência e, por isso, está relacionado à produção de conhecimento. Mas, para tanto, é necessário identificar alguma lacuna do conhecimento que demanda maior aprofundamento de estudo. Sendo assim, surge a questão: como encontrar esse ponto do saber jurídico que exige estudos mais aprofundados?
Eis, então, a primeira dica para selecionar um bom tema para pesquisa:


1) Encontre uma controvérsia, discussão ou incoerência jurídica

A divergência pode estar relacionada a posicionamentos doutrinários ou jurisprudenciais. Pode se referir, também, a uma antinomia entre normas jurídicas. O importante é que, dentre diversas soluções possíveis, uma delas possa ser eleita como hipótese, por ser aquela que, provavelmente, mais se adequa ao sistema jurídico.


2) Certifique-se de que o tema-problema envolve assuntos que você gosta de estudar

O trabalho de pesquisa traz inúmeros desafios, os quais são melhor superados quando o pesquisador se sente confortável com os assuntos interligados ao objeto de estudo.


3) Verifique a relevância da pesquisa pretendia

Para isso, quesitone-se, por exemplo, se o tema tem utilidade prática, se é original e, até mesmo, se está em debate no meio jurídico atualmente.

author-avatar

Sobre Ricardo Pleti

Doutor e mestre em Direito Empresarial pela Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Direito Empresarial e graduado em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente, é Professor Efetivo (Adjunto, Nível I) da Faculdade de Direito “Prof. Jacy de Assis” da Universidade Federal de Uberlândia, onde leciona nos cursos de Graduação e Pós-Graduação.

Voltar para lista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *