null

Paperback

≅ R$ 82,00 + frete
null

E-book Kindle

R$ 54,99 (sem frete)

Prefácio por Gonçal Mayos Solsona

Además, la crisis financiero-económica post2008 ha acentuado los conflictos y tensiones internacionales en torno al proteccionismo, las deudas “soberanas”, la sumisión de la política a los “mercados”, la dependencia de los países endeudados con respecto a sus deudores, etc.

Vivimos en un mundo crecientemente globalizado y ello impulsa a una creciente interrelación que plantea considerables retos, riesgos (destacados por el recientemente fallecido Ulrich Beck) y conflictos que deben ser analizados distinguiendo rigurosamente los niveles. El debate mediático y académico destaca los impactos y retos sobre todo en lo financiero y económico, en lo tecnológico y militar, en lo migratorio y demográfico, en lo geopolítico y los equilibrios internacionales…

Aquí queremos destacar también los retos y niveles en lo jurídico-constitucional, en lo social-cultural y en la estructura de saberes y disciplinas. En definitiva se trata de investigar las consecuencias y posibilidades por todas esas novedades contemporáneas que -el profesor Mayos- ha propuesto denominar sintéticamente “fenómenos inter”. Pues efectivamente son enormes retos que plan-tean procesos en marcha de integración de gran alcance como la consolidación de la Comunidad Europea (CE), el Mercosur, la CEPAL… y ese enigma que es el todavía no nato Tratado Transatlántico de Comercio e Inversión entre Estados Unidos y la Unión Europea (TTIP).En el presente libro “Interculturalidad, Interconstitucionalidad y Interdiscipli-nariedad: retos y niveles de interrelación en un mundo global” se analizan tanto las causas y niveles del actual mundo más estrechamente interrelacionado debido a la turboglobalización.

También se investigan sus consecuencias, riesgos y posibilidades, incluyendo especialmente las metodologías, modelos y niveles de análisis que han de permitir comprenderlos. Se trata de un reto considerable pues – ciertamente y por ejemplo – todavía hoy no ha sido totalmente rebatida la tesis geopolítica de Samuel Huntington del “choque de civilizaciones” ni ha sido sustituida por el ideal de una deseable “alianza”. Además, la crisis financiero-económica post2008 ha acentuado los conflictos y tensiones internacionales en torno al proteccionismo, las deudas “soberanas”, la sumisión de la política a los “mercados”, la dependencia de los países endeudados con respecto a sus deudores, etc. Por eso son generalizadas las preocupaciones y propuestas interconstitucionales (que a pesar de las tensiones que la atenazan tienen –sin duda- por líder y modelo la Comunidad Europea), interculturales (cada vez más acuciantes en la medida que están implicadas en el terrorismo internacional de Al Qaeda a Estado Islámico, o atentados del 11-S a Charlie Hebdo) e interdisciplinares (que están reconfigurando profundamente la estructura académica, de la investigación de vanguardia e incluso el modelo de disciplina).

De Barcelona para Uberlândia, 07 de enero de 2015.

Dados do livro

  • ISBN: 978-65-80358-04-5
  • Paperback: 424 páginas
  • e-Book Kindle: — páginas
  • Publicação: 29 de maio de 2019
  • Idiomas: Português/Espanhol
  • Dimensões: 17 cm x 24 cm
  • Edição:
  • Selo: LAECC

Adquira hoje seu exemplar

O livro está à venda na plataforma digital da Amazon.com.

Os coordenadores e organizadores

Conheça os coordenadores e organizadores da obra.

Alexandre Walmott Borges
É graduado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994), Especialista em História e Filosofia da ciência, mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996) e doutor em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002). Doutor em História pela Universidade Federal de Uberlândia – UFU (2019). Atualmente é professor dos programas de pós graduação, mestrado em direito, da Universidade Federal de Uberlândia – UFU, e da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP; é professor da pós-graduação em biocombustíveis, mestrado e doutorado, programa conjunto da Universidade Federal de Uberlândia e Universidade Federal dos Vales do Mucuri e Jequitinhonha. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Constitucional e na Ordem Econômica Constitucional, com interesses de pesquisa principalmente nos seguintes temas: história e teoria constitucional (sistemas jurídicos constitucionais em comparação, laicidade e associação religiosa do estado, história constitucional brasileira, história dos sistemas de controle de constitucionalidade, história da ordem econômica constitucional); direito constitucional econômico (política normativa da economia, sistemas normativos da energia, estado, serviços públicos e atividades econômicas estatais). É pesquisador líder do Laboratório Americano de Estudos Constitucionais Comparados – LAECC. Orienta projetos de iniciação científica, dissertações e teses pela FAPEMIG e CNPQ. Realiza projetos com financiamento da FAPEMIG e da CAPES. Realizou estágio de pós-doutorado na Universidade Autônoma de Barcelona sob a supervisão do Professor Doutor José Carlos Remotti Carbonell, com pesquisa na área de constitucionalismo multinível. Realizou estágio de pesquisador visitante na Universidade de Barcelona, Faculdade de Filosofia, com a associação à pesquisa Capitalismo e Temporalidade sob a coordenação do Professor Gonçal Mayos.

Saulo Pinto Coelho
Possui doutorado, mestrado e graduação em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. Realizou Pós-Doutorado como bolsista CAPES, na área de Teoria do Direito, junto à Universitat de Barcelona – Espanha. É professor efetivo da Universidade Federal de Goiás (UFG), onde atualmente é Vice-Diretor da Faculdade de Direito (FD-UFG), bem como Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas (PPGDP-UFG). Foi Chefe do Departamento de Formação Jurídica Básica e Complementar da FD-UFG, bem como Coordenador de Pesquisa da FD-UFG. Também é professor do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos da UFG. Atua como pesquisador e professor visitante da Unversitat de Barcelona.Tem experiência nas áreas de Teoria do Direito e de Direito Público, com ênfase em Hermenêutica Jurídica; Teoria dos Direitos Humanos e Fundamentais; Teoria do Direito Público; e Regulação e Controle de Políticas Públicas; Regulação do Desenvolvimento. É autor de diversos artigos, livros e capítulos de livros.

Moacir Henrique Júnior
Graduado em Direito pelo Centro Universitário do Triângulo – UNITRI (Dez/2004), especialista em Direito Público pelo Centro Universitário Newton Paiva (Belo Horizonte/MG – Jan/2006), mestre (Jun/2013) em Criminologia e Sociologia Jurídico-Penal e Doutor em Direito e Ciência Política pela Universidade de Barcelona (2019). Título de Mestre devidamente reconhecido no Brasil pela Universidade Federal de Uberlândia – UFU (Decisão Adm. nº 61/2014). Atua na docência em Instituições Superior de Ensino desde 2006. Ex-assessor de juiz do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (2005-2013). Atualmente é membro eleito do Conselho Universitário (CONUN) e Professor efetivo em curso de graduação e pós-graduação em Direito na Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG, Unidade Frutal. Autor de diversos artigos jurídicos publicados em Revistas Jurídicas do Brasil e do Exterior. Autor de Livros e diversos Capítulos de Livros em obras coletivas. Pesquisador registrado do CNPQ, Líder do Grupo de Pesquisa INOVA-EDUCA – Inovação na Educação para prevenção de delitos praticados pela juventude, na Universidade do Estado de Minas Gerais. Pesquisador registrado no CNPQ nos seguintes grupos de pesquisa: Laboratório Americano de Estudos Constitucionais Comparados – LAECC na Universidade Federal de Uberlândia (UFU); Núcleo de Estudos em Gestão e Impactos Ambientais (NEGIA), na Universidade do Estado de Minas Gerais. Pesquisador associado do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito (CONPEDI). Advogado militante desde 2013, com ênfase nas áreas administrativo, ambiental, penal e tributária em Uberlândia e região. Atua, também, na organização de eventos, projetos sociais e atividades interdisciplinares.

Gonçal Mayos Solsona
Doutor e Mestre em História da Filosofia pela Universitat de Barcelona. Professor Titular na Faculdade de Filosofia da Universitat de Barcelona. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Moderna e Contemporânea. Diretor da Rede Aberta de Pesquisas Macrofilosóficas e Pós-Disciplinares (OPEN-Phi). Coordena o Grupo de Pesquisa Internacional “História, Cultura e Estado” (Grup Internacional de Cultura “Historia i Estat” – GIRCHE), fruto de cooperação acadêmica entre a Universitat de Barcelona e a Universidade Federal de Minas Gerais. consultor para o grau em Humanidades na Universidade Aberta da Catalunha. Desenvolve, atualmente, o conceito de Macrofilosofia.

José Carlos Remotti Carbonell
‘Professor Agregat’ de Derecho Constitucional no Departamento de Ciencia Política y Derecho Público da Universidad Autónoma de Barcelona. Atualmente, é Secretário Acadêmico do Centro de Estudios de Derechos Humanos e Coordenador Acadêmico do Mestrado em Derecho Público y de la Integración da referida instituição. Membro do Consejo de Redacción da Revista Araucaria; da Revista Iberoamericana de Filosofía, Política y Humanidades do Instituto de Ciencias Sociales y Administración da Universidad de Sevilla. É Vocal do Conselho Assesor da Revista de Derecho Constitucional Europeo da Universidad de Granada. Miembro do Comité Científico da Colección Jurídica De Lege Ferenda da Faculté de Droit de Toulon, França. Foi coordenador da área de Direito Constitucional da UAB; Profesor Asociado de Derecho Constitucional na Facultad de Derecho de la Universidad Ramon Llull, Coordenador do Programa de Doutorado e Mestrado “Justicia Constitucional, Tutela Judicial, y Derechos Fundamentales” na mesma instituição e do Programa de Mestrado em “Protección Jurisdiccional de los Derechos Fundamentales” na UAB. Também foi Diretor do Instituto Europeo de Derecho, investigador científico e Profesor da Escola de Policia de Catalunya, Profesor da Diplomatura de Post-Grado Universitario en “Derechos y libertades en Europa” da Universidad Nacional de Educación a Distancia (UNED)/Fundación Universidad – Empresa; do Programa de Experto Universitario “Derechos y libertades en Europa” da Universidad Nacional de Educación a Distancia (UNED). Ministrou cursos e conferências em universidades da Bósnia, Costa Rica, Espanha, França, Itália, México, Peru, onde também tem diferentes distinções acadêmicas.

Yanko Moyano Díaz
Doutor na Universidade de Barcelona. Mestre em Estudos Filosoficos pela Universi-dade Alberto Hurtado no Chile. Pesquisador do GIRCHE (Grup Internacional de Recerca “Cultura, Història, Estat”).

Conheça a obra

Folheie as primeiras páginas e o sumário da obra para conhecer os temas nela tratados.

Entre em contato conosco

Nos envie seu feedback

Sua opinião é extremamente importante para continuarmos a melhorar nossa atuação, nosso trabalho editorial e para conseguirmos crescer cada vez mais enquanto editora.

Utilize o formulário de contato para nos dizer suas impressões sobre o livro “Interculturalidade, interconstitucionalidade e interdisciplinaridade: desafios e níveis de inter-relação em um mundo global”.

Retornaremos com a maior brevidade possível!

    0
      0
      Carrinho
      Seu carrinho está vazioRetornar à loja